segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

As presepadas de um STF infanticida


Infelizmente, desde que o PT assumiu o poder no Brasil, há pouco mais de 13 anos, as nomeações para a Corte Maior do país, o Supremo Tribunal Federal, deixaram de seguir critérios técnicos como o notável saber jurídico e passaram a ser determinados pelo alinhamento ideológico dos candidatos a ministros à cartilha esquerdista. Querer colher figos de uma amoreira sempre foi e sempre será impossível, logo em um STF com uma composição maciçamente petista, era de se esperar que a agenda abortista avançaria mais cedo ou mais tarde.

Inicialmente em 2008, os ministros do STF decidiram que os embriões humanos que sobravam de processos de fecundação artificial poderiam ser usados como matéria-prima(sic) para as fracassadas, e a época já decadentes pesquisas com células-tronco embrionárias. Com o auxílio da mídia, em especial da Rede Globo, e de pesquisadores famosos mas sem  ética, conseguiram impor um engodo à população brasileira, que iludida, chegou a acreditar na panacéia de que todos os males seriam curados a partir da destruição/assassinato dos embriões humanos, coisa esta que jamais ocorreu, uma vez que até a presente data as únicas pesquisas com células-tronco que deram resultados efetivos foram as não embrionárias, mas isso ninguém comenta nem em nota de rodapé.

Depois já em 2012, numa atitude “brilhante” esse mesmo STF quis usurpar o lugar de Deus para definir que bebês anencéfalos não são gente, são apenas um peso morto, um projeto fracassado da natureza, e que só mesmo mães pouco instruídas levariam a cabo uma gravidez desse tipo, sem que houvesse perspectiva real de uma sobrevida duradoura para criança. Do alto do seu “imenso saber e sensibilidade”, esses iluminados julgaram que é melhor matar a criança no ventre do que esperá-la morrer naturalmente algumas horas ou dias depois. “Sensíveis” que são, não conseguiram perceber o abismo moral entre matar um bebê e esperar com Fé e resignação a morte natural da criança. A conclusão desses abjetos, verdadeiros monstros amorais, é que quem mata esse tipo de criança não é passível de punição.

Não bastasse esses dois legados vergonhosos de morticínio da nossa Suprema Corte, me vem agora, o senhor Luís Roberto Barroso e seus colegas Edson Fachin e Rosa Weber, no último dia 29/11 de maneira sorrateira, com o país todo envolto e comovido com a tragédia da Chapecoense, e fazem de um simples julgamento da 1ª Turma do STF, de um Habeas Corpus de alguns infanticidas,  um verdadeiro Cavalo de Tróia para incluir algo totalmente estranho ao ordenamento jurídico brasileiro que é descriminalização total do abortamento para bebês de até 3 meses de gestação. O mesmo Barroso que em 2012 era o advogado que defendeu que bebês anencéfalos poderiam ser mortos sem que seus assassinos fossem penalizados agora quer liberar geral no aborto. É um obstinado esse senhor.

No próximo dia 07/12, o STF a pedido de outra mente "iluminada" o Procurador Geral da República, sr. Rodigo Janot, irá julgar se as mães que contraíram Zika podem abortar impunemente. Só o fato de essa matéria ir a julgamento denota a falta de lógica do atual STF. Primeiro que a microcefalia ao contrário da anencefalia não é uma doença que mata em poucas horas ou dias que foi a desculpa esfarrapada usada em 2012. Segundo que a Zika evolui em raríssimas situações para a microcefalia, o que revela que por trás desse circo de horrores está tão somente a sanha eugenista e abortista do STF mais uma vez. Vergonha total!

Urge que alguém coloque um limite nesse pessoalzinho do STF. Eles agora além de estarem rasgando a Constituição Federal a que são obrigados a defender, e também o Código Penal  ainda se imiscuem no Poder Legislativo, assumindo para si a criação de novas leis baseadas tão somente em seus gostos bizarros. Beira o insuportável viver num país que ministros do STF se comportam como crianças mimadas que sendo donas da bola querem ditar as regras sem nenhuma supervisão.

Amigos, mais do que combater a corrupção, ou apoiar a “Lava-Jato”, que são coisas muito importantes, devemos varrer urgentemente essa Juristocracia que se impôs a nós brasileiros sem que nos tivéssemos apercebido disso. Hoje o STF faz o que der na telha seguindo sempre a cartilha dos globalistas e nos impõe goela abaixo suas presepadas sem que ninguém os conteste. Eles acham que pelo fato de não serem eleitos pelo voto popular não precisam prestar conta de nada a população. No alto da sua imensa arrogância se portam como se fossem donos do país.

Graças a Deus, existem pessoas que perceberam o perigo real em que já nos encontramos - uma ditadura das elites judiciárias sem respaldo popular - e estão reagindo à altura. Há um projeto de Lei tramitando na Câmara dos Deputados, o PL 4754/2016 do Deputado Federal Sóstenes Cavalcante do PSD/RJ que visa limitar todas essas afrontas e abusos do STF, prevendo até mesmo o impeachment do ministro que extrapolar da sua autoridade. É imperativo que o povo brasileiro apóie esse tipo de iniciativa através de e-mails e telefonemas para os membros das comissões  afim de que finalmente esses fanfarrões do STF descubram ainda que tarde que são apenas ídolos de pés de barro e que não ficarão inatingíveis para sempre.

Que Deus nos ajude!


domingo, 23 de outubro de 2016

Eleições Americanas: Uma questão civilizacional


O que está em jogo nas próximas eleições americanas de 08/11 é muito mais do que simplesmente uma questão de preferência partidária dos americanos. Desta vez as questões econômicas e tributárias, importantes que sejam, passam ao largo daquilo que realmente importa. Trata-se sem exagero de uma questão civilizacional.

Infelizmente, nós brasileiros não estamos tendo uma cobertura jornalística adequada dessas eleições. Os veículos nacionais (assim como a maior parte dos americanos) longe de realizarem uma cobertura isenta, tornaram-se nas palavras da jornalista Gioconda Brasil uma “torcida aberta pela candidata democrata Hillary Clinton”. Com isso, aqueles que ainda dependem da TV e de jornais impressos para se informar, ficam apenas com uma imagem enviesada, deturpada do complexo processo eleitoral americano.

Donal Trump não é um candidato Republicano ideal, longe disso, ele não é nem mesmo um candidato Republicano padrão. Boicotado pelo establishment do próprio partido, é visto mais como um independente do que propriamente Republicano. Além disso, seu jeito arrogante e bufão têm custado a antipatia de muitos aqui e acolá. Suas bandeiras pouco simpáticas como a construção de muros e deportação de islâmicos causam estranheza e incompreensão na mídia em geral. Tudo isso sem falar na sua fama de mulherengo que impressionantemente monopolizou a atenção da mídia nessa reta final de campanha eleitoral, em que pese os vazamentos do Wikileaks da senhora Hillary Clinton.

Trump, sem qualquer exagero, talvez seja o último suspiro da Águia Americana que está vivendo um processo acelerado de degradação em todos os setores. Violência aumentando, dívida pública na estratosfera, quedas dos índices sociais, balança comercial muito desfavorável e estagnação econômica são razões mais do suficiente para querer se mudar um governo tão fracassado como o de Barack Obama, no entanto, a principal razão para se eleger Donald Trump não é econômica, mas sim a garantia que as liberdades individuais e religiosa protegidas pela Constituição Americana, e que vem sido constantemente solapadas pelo governo Obama nos últimos oito anos, serão resguardadas.

Durante o governo Obama, a agenda anticristã avançou como nunca. Dois casos que representam bem essa problemática são o Obama Care e a imposição da Suprema Corte aos cinqüenta estados americanos da obrigação de se reconhecer o casamento homossexual.

O primeiro caso, muito conhecido, se concentra no sistema de saúde americano e visa a extensão de serviços públicos de saúde à população mais pobre com recursos dos impostos dos americanos. A premissa não seria ruim se dentro desse cavalo de tróia Obamista não estivesse também presente, graves ataques às liberdades de consciência e religiosa, direitos fundamentais de qualquer ser humano. No pacote do senhor Obama, ele exigia, por exemplo, que hospitais católicos distribuíssem anticoncepcionais e realizassem abortos sob o risco de fecharem as portas. É óbvio que isso não ganhou repercussão aqui no Brasil. Recentemente um grupo religioso conseguiu na justiça o direito de não realizar abortos em instituições católicas (sic). http://no-teu-coracao.blogspot.com.br/2016/05/freiras-derrotam-obama-na-justica-e.html .

No outro caso emblemático, a Suprema Corte, o STF deles, praticamente estuprou a Constituição Americana ao retirar dos estados a autonomia para decidirem sobre a legalidade ou não do casamento homossexual. Esses são apenas dois exemplos extraídos de muitos outros de como a família natural e o Cristianismo estão sofrendo um clamoroso ataque no governo Democrata. Lembremos que lá como cá, são os Presidentes da República que indicam os representantes da Suprema Corte que são posteriormente chancelados pelo Senado, e que dois ou três desses ministros estão para se aposentar e serem substituídos em breve.



Por essas ameaças descritas, não é difícil perceber que mais um governo globalista e anticristão como obviamente o seria da senadora Hillary Clinton traria danos enormes ao já tão combalido Ocidente, hoje infiel as suas raízes e valores Judaico-Cristãos.

Na cabeça desse pessoal do partido Democrata, é preciso cada vez mais enfraquecer a soberania dos Estados-Nações, fortalecer o poder das entidades trans-nacionais, liberar geral nas fronteiras, fomentando o caos e a insegurança; e restringir ao máximo as liberdades individuais, sobretudo a religiosa e a de consciência.

Uma bandeira muito cara a candidata e ex-secretária de Estado Hillary Clinton é a defesa intransigente do direito ao aborto (entenda-se como direito ao aborto, como o direito do médico e da mãe de matar, trucidar, aspirar ou retalhar no ventre materno uma criança indefesa e inocente até momentos antes de nascer, sem que os assassinos respondam à justiça dos homens). No último debate essa mulher se superou e chegou a dizer que defenderia(!) a maior entidade abortista do mundo que é a "Planned Parenthood". Só para vocês terem idéia do que eu estou falando, esse açougue chamado "Planned Parenthood"além de ser responsável por milhares (milhões!?) de abortos todos os anos, está também envolvido no escândalo mais sórdido que eu já tive notícias desde que os nazistas cometeram o holocausto. Não satisfeitos em ganhar muito dinheiro sujo com o sangue inocente das crianças abortadas, também negociavam no mercado negro, tecidos  e partes de fetos abortados. Realmente é impressionante que entre tantas entidades e Ongs, a senadora Democrata escolheu como digna da sua proteção, justamente a "Planned Parenthood". Veja o vídeo no link abaixo.  
https://www.youtube.com/watch?v=ePnOFW_V2vA

https://pt.zenit.org/articles/planned-parenthood-testemunho-do-jovem-que-revelou-o-escandalo/

Então é isso. Nesse breve relato de madrugada de domingo, eu quis mais do que um desabafo, escrever uma memória para os meus filhos. Quero que eles saibam que enquanto o mundo se perdia em devaneios e futilidades, o pai deles, graças ao bom Deus, percebeu o imenso perigo que se avizinhava. Que eles saibam que eu não fui enganado pela imensa avalanche de contra-informação midiática que esconde tudo o que é importante e dá realce a frivolidades, agindo mesmo como uma cortina de fumaça. E que ao meu modo e com os meus recursos fiz oposição a isso tudo.

Talvez alguém pense: para quê esse cara dá tanta importância a uma eleição americana? Eles estão longe, é um problema doméstico. Eu respondo: é verdade, é um problema doméstico, mas não só, o caminho que o eleitor americano escolher irá impactar a vida de todos nós devido ao grande  protagonismo que os Estados Unidos exercem no mundo. Em tempo de guerra cultural não é prudente baixar a guarda e fingir que não é com a gente. É preciso escolher um lado que precisa ser o certo ou pelo menos o menos errado possível.

Entre o bufão com fama de mulherengo, mas também inteligente, empreendedor e defensor dos valores fundamentais que criaram a grande Nação Americana e a mentirosa, esse monstro amoral chamado Hillary Clinton, é claro que sou Trump desde bebezinho.
Que Deus abençoe a América!

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

O áudio de Trump e a única opção viável para a presidência americana


Atenção! Se alguém tinha alguma dúvida se Donald Trump seria a melhor alternativa para a presidência norte americana, após os vazamentos da última semana mostrando conversas de teor sexual, não restaram mais quaisquer dúvidas: ele é agora a única opção viável.

Que poder é esse que resgata uma “conversa de boteco” de 10 anos atrás para tentar destruir uma candidatura política? Contra quem ou o quê esse Trump está se levantando? Como será possível que ninguém se assuste como uma coisa dessas? A que nível de controle e domínio estamos sendo submetidos?

É óbvio que Trump não era a melhor opção republicana. É um cara indecente, arrogante, de linguajar chulo e inadequado, mas o que ninguém está obstando é que essa polêmica toda surgiu de uma mera conversa privada entre conhecidos, não era, nem nunca foi um programa de governo. Irrelevante.

A imprensa faz tempestade em copo d’água quando se trata de Trump enquanto omite sistematicamente os escândalos do lado da Hillary. A imprensa (não só americana) é democrata até os ossos.  O esposo insaciável dessa senhora, ex-presindente Bill Clinton, foi acusado de vários casos de estupros, existindo relatos que a própria Hillary atuou para calar a boca das que o acusavam. Trump fala coisas chulas, Bill é acusado de estupro e é acoitado pela mulher, mas o que repercute mais na mídia? Até onde vai a ambição dessa senhora para se prestar a uma coisa dessas? Isso sem falarmos em programa de governo. Sabemos que Hillary assim com Obama são globalistas até a medula. Seus intentos são desde sempre enfraquecer a Águia Americana para fortalecer as entidades supranacionais que são sementes de um governo mundial ditatorial. A senhora Hillary é uma contumaz defensora do aborto no sentido mais amplo da palavra, também abraçou a agenda LGBT que visa mais do que tudo o enfraquecimento da família tradicional e a promoção de atitudes antinaturais e pecaminosas. Além disso, pregam um Estado cada vez maior e controlador, que irá restringir liberdades, sendo a principal delas a religiosa, vide o Obama Care e os casos dos hospitais católicos nos Estados Unidos.

É por essas e outras que eu lamento muito que o Trump seja esse cara tão sacana, truculento e desbocado, mas ele continuará sendo um mal menor quando comparado com a ambiciosa e mentirosa Hillary Clinton.


terça-feira, 13 de setembro de 2016

Obrigado Eduardo Cunha.

Acabei de ver agora a defesa do deputado afastado Eduardo Cunha. Na minha modesta opinião, no pouco tempo que lhe foi concedido fez uma defesa brilhante em que pôde pincelar as principais razões pelas quais ele estava sofrendo o processo de cassação do seu mandato de deputado federal.
Não me lembro de ter visto nesses quarenta e dois anos incompletos de vida uma pessoa tão perseguida e massacrada pela mídia e pelo Procurador Geral da República. Mesmo quando a pauta dominante era a do Petrolão e o impeachment da presidenta era o assunto da hora, sempre aparecia uma nota sobre Eduardo Cunha para “roubar” o noticiário do dia, sobretudo na Globo.
A verdade sobre Eduardo Cunha é que ele era um homem preparado para estar onde estava. Quem pôde acompanhar seu desempenho a frente da Câmara dos Deputados, se não estivesse com a visão e mente embotadas, poderia perceber até com certa facilidade, a sua inteligência, capacidade e tenacidade na condução dos trabalhos. Ele conseguia reunir na sua pessoa tudo aquilo que a patrulha esquerdista mais temia em seus adversários: coragem, sagacidade e um pensamento cristão-conservador.
Seus inimigos, astutos que são, não demoraram a perceber o “perigo” que o nobre deputado representava para suas agendas e rapidamente tentaram das mais diversas formas inviabilizar primeiro sua presidência e depois o seu mandato. O que o imaginário dessa gente mais temia é que pessoas com o pensamento cristão-conservador de Eduardo Cunha assentassem na cadeira da presidência da República, ainda que de forma interina, coisa que poderia eventualmente acontecer após o impeachment da ex-guerrilheira.
Os principais sabotadores que lutaram para derrubar Cunha foram os grupos midiáticos de mentalidade  esquerdista-laicista-anticristã que estão nas mãos de uma elite globalista. Para essa turma, qualquer liderança que aparecesse e que fosse contra o status quo politicamente correto, relativista e multiculturalista precisaria ser destruído a qualquer custo, e sua reputação teria que ser jogada na lama. O que aconteceu com o Deputado Federal Eduardo Cunha é uma amostra do que pode acontecer com qualquer um que ousar atravessar o caminho dessa gente e contrariar os seus interesses poderosos.
Vejam bem, o homem está sendo cassado porque supostamente mentiu/omitiu numa pergunta aberta se possuía conta fora do país. Até agora não há prova cabal disso. Só o disse me disse de Janot (acusador) e da mídia que o reverbera diuturnamente. Razão pífia e risível, se isso fosse razão para cassar um mandato parlamentar, quem teria condições de permanecer no posto de Deputado? É óbvio que se trata de ódio e perseguição direcionados à sua pessoa. Uma vingança asquerosa pelo impeachment de Dilma.
Tal vingança vai muito além do PT, o PT na verdade apenas personifica, aglutina esse pensamento esquerdista anticristão disseminado pela sociedade. Nossas universidades, nossas escolas, jornais, até mesmo igrejas estão permeadas de tal pensamento, o que é muitíssimo perigoso para a saúde da República.
Emblemática foi a atuação e mobilização da Globo e da Globo News nesse processo. Durante todos esses meses foi uma das maiores operações de lavagem cerebral já implementadas em nosso país só comparável mesmo com a criação do fenomenal “Caçador de Marajás”, Collor de Mello. É de assombrar a capacidade de destruir reputações desses veículos,
O fato é que Eduardo Cunha em seu curto período como presidente da Câmara fez mais pelo Brasil que todos os outros presidentes que lhe antecederam. Se não lhe tivessem cortado as asas, teríamos hoje um país melhor do que o atual porque ele militaria a favor da família natural formada por homem e mulher, é contra a legalização do aborto, é a favor da justa redução da maioridade penal e tantas outras demandas do Brasil real que nunca antes tinham sensibilizado os nossos representantes. No entanto, o seu maior feito foi ter dado o “START” no processo do impeachment daquela despreparada que levou o Brasil pro buraco. Poucos teriam a coragem que ele teve de enfrentar a máquina de moer reputações petista, e ele o fez com galhardia!
Quem perde com a cassação do deputado é o Brasil! Em Cunha estão representados todos os brasileiros que ainda se opõe a agenda globalista anticristã. Não é um dia feliz para o nosso país.
Que Deus abençoe Eduardo Cunha! Que Deus abençoe o povo brasileiro para que mais e mais lideranças cristãs conservadoras possam assumir o seu lugar e frear essa tirania que está tornando esse país cada dia mais, um lugar insuportável para se viver e criar os filhos.
Luciano Perim Almeida

domingo, 4 de setembro de 2016

Impeachment fatiado, mais uma vergonha made in Brazil.


O que era pra ser um dia para lavar a alma do brasileiro se tornou um dia de amargura e frustração. Quando no meu trabalho eu ouvi da boca de clientes e colegas que o julgamento do impeachment havia sido desmembrado/fatiado, custei a acreditar. Como seria possível uma coisa dessas? Como acreditar que “eles” pudessem ir tão longe? Eles foram.

Olavo de Carvalho tem razão. Nossas universidades, nossas redações, e os poderes da república estão impregnados do esquerdismo mais abjeto, nada escapa, nem mesmo a Igreja.

Conheço pouco de leis, sou apenas um bancário com formação universitária em Engenharia Civil, mas graças a Deus sempre fui um bom aluno. Nunca tive dificuldades em interpretação de textos. Sempre consegui ligar os pontos na escola e na vida. Por isso,  afirmo com certeza que é impossível que pessoas da estatura intelectual de Renan Calheiros e Lewandowisk não consigam interpretar um texto simples da língua portuguesa que até mesmo um aluno do ensino médio conseguiria sem dificuldades.  O parágrafo único do artigo 52 da Constituição Federal é límpido, claríssimo. O problema é muito mais grave, é de ordem moral, não intelectual.

O que esses dois senhores fizeram foi gravíssimo. Um descalabro sem proporção alguma na história nacional. Fizeram ao vivo, em tempo real, sem temer reações de qualquer espécie. Para esses dois senhores, chefes dos seus poderes, se a CF diz ”pau” basta forçar a interpretação para se ler “pedra”, nada mais é impossível para essa gente sem limites. Ultrapassaram a última barreira que era a da língua portuguesa, criaram uma “novilíngua” para atender seus caprichos, sua agenda.

Ainda que a mídia amiga não tenha repercutido com a gravidade necessária o ocorrido, o brasileiro médio tomou ciência do engodo. As vísceras dessa gente foram expostas de tal forma que é impossível agora não perceber. É impensável que eles permaneçam onde estão depois desse crime de lesa-pátria. Muito mais do que apenas impeachment é preciso que acertem as contas com a Justiça e paguem por esse conluio, essa conjura, uma vez que foram capazes de tamanha desfaçatez para salvar a pele de uma companheira serão capazes de coisa pior para salvar a própria pele.

Que as ações passadas e futuras de Renan e Lewandowisk sejam revistas à luz dessa manobra. O povo brasileiro precisa reagir com energia a essa manobra. Manifestações pacíficas e ordeiras, mandados de segurança, artigos denunciadores serão muito bem vindos. O silêncio de entidades como a OAB e a Associação de Magistrados é gritante e apenas revela o quanto o pensamento esquerdista é dominante e hegemônico atualmente.

Como cristão sou otimista e sei que é possível tirar um bem desse mal que infelizmente nos acometeu. A primeira coisa positiva que percebi foi justamente a exposição nua e crua da “moral” esquerdista, mostrando o quanto eles são abjetos e capazes de absolutamente tudo para se auto-preservarem.  A boa notícia disso tudo é que eles já perderam, isso porque sem força moral e a força da verdade não se pode vencer uma guerra, mas apenas algumas batalhas sujas.
Mais cedo ou mais tarde os brasileiros de bem que conservam os valores tradicionais que preservam a família, a Fé e o trabalho honesto ocuparão seus espaços e quando isso acontecer será a vez do Brasil se tornar verdadeiramente grande. Fora Renan! Fora Lewandowski! Fora petralhas!

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Reflexões sobre o triste dia 09/05/2016 na República de Banânia


Tenho amigos e conhecidos de longa data que sabem da simpatia que já nutri pela pessoa e figura do Lula. Sabem que em 2002 me dediquei e fiz campanha para ele e de como me alegrei com a vitória petista. Isso foi reflexo de um segundo mandato decadente de FHC, com níveis altos de desemprego e recessão que fizeram com que muitos desiludidos com os rumos do país como eu caíssem no colo do PT. Eu era jovem...

Eu era jovem e não tinha certeza da agenda abortista do PT, apesar de ouvir falar lá e cá sobre esse assunto. Ainda assim, Lula não era um entusiasta do aborto e já havia se comprometido com a CNBB a não levar isso à frente.

Eu era jovem e ainda não conhecia o sistema de corrupção montado em Santo André/SP e que foi estendido a tantos outros lugares onde o PT havia assumido o poder.

Eu era jovem e não sabia que o PT queria implantar o comunismo/socialismo no Brasil.

Eu era jovem e não sabia que o PT lutava contra tudo aquilo que é essencialmente cristão em nossa sociedade.

Eu era jovem e não sabia que o PT queria nos impor a ideologia de gênero e a propaganda homossexual.

Eu era jovem e achava o PT o mais honesto dos partidos.

Eu era jovem... e em 2002 não havia ainda o escândalo o Mensalão.

Pois bem, eu era jovem e ignorante. Graças a Deus já nos idos de 2005 percebi a grande besteira que consistiu em votar e apoiar o PT. Bastou dedicar mais algum tempo a pesquisa e a leitura para descobrir a natureza maligna do partido dos trabalhadores. Na época não era nenhum garoto, já tinha 30 anos. Antes tarde do que nunca.

Para mim foi e ainda é muito constrangedor perceber que alguns amigos, conhecidos, parentes e colegas fizeram o caminho político diametralmente oposto ao meu. Enquanto a maioria deles sempre viveu um pouco alienada politicamente, com o passar dos anos foram se inclinando para a esquerda e consequentemente para o PT, não obstante o aumento de idade, cultura e de informações que desmascaravam esse partido das trevas. Sempre me foi difícil entender esse fenômeno.

Alguns desses amigos eram concursados,  e talvez numa atitude egoísta e mesquinha de auto preservação achavam que o fato do PT ser um partido de esquerda, ele agigantaria ainda mais o Estado, podendo favorecê-los de alguma forma ainda que prejudicasse o resto do país. Outros gostavam de ser bem aceitos e arrotar certa superioridade intelectual, logo achavam politicamente correto defender um partido de viés mais social, ainda que isso já se mostrasse uma falácia e mera ferramenta de angariação de votos.

A verdade nua e crua é que se em 2002 podíamos ter alguma desculpa para votar no PT, o mesmo não se deu a partir de 2006. Em 2005 estourou o caso do mensalão, denunciado pelo Deputado Federal Roberto Jefferson, ali ficaram expostas as vísceras do PT com toda a sua podridão. Daquele momento em diante, com exceção daqueles silvícolas e pessoas de baixíssima instrução ou ainda aquelas que não tinham nenhum acesso a informação, todos os demais têm a sua parcela de culpa e contribuição para o crescimento desse monstrengo que se apossou do país há longos 13 anos.

Faz 11 anos que sabemos comprovadamente que o PT é um partido que suga as riquezas do país em benefício próprio. Ainda sim fomos capazes de reeleger Lula quando ele poderia ter sofrido o impeachment ainda em 2005. Não bastasse isso conseguimos eleger em 2010 uma mulher inepta, mentirosa, e ex-guerrilheira que lutou para implantar uma ditadura do proletariado no país e que pertencia a grupos que matava e seqüestrava pessoas além de assaltar bancos.  

Para piorar, em 2014 com as contas do país já arrebentadas, com uma campanha eleitoral fraudulenta e irrigada com dinheiro de corrupção, além de uma apuração secretíssima  e inauditável, tivemos que engolir um resultado pra lá de duvidoso que desceu com gosto de guarda-chuva aberto.

Tanto aparelhamento, tanto roubo e ineficiência junto à conivência do povo que não olhava além do próprio umbigo não poderiam ficar impunes. A população que durante anos apoiou os sucessivos desmandos petistas hoje já colhe o fruto da sua irresponsabilidade e visão curta. O arrependimento tardio de muitos não nos livrará de uma década perdida, isso se considerarmos uma saída imediata de Dilma e sua trupe, senão a venezuelização do nosso Brasil será ainda maior e pior.

 Hoje nos vemos nas mãos de uma máfia que não quer largar osso por nada, e que são capazes de fazer o diabo para chegar e se perpetuar no poder.  Essa atitude irresponsável do Deputado Waldir Maranhão que no dia de hoje agiu a mando petista, não sei se por vantagens ou coação é uma demonstração cabal que não existe limites para essa corja. Eles estão desesperados, não temem nem o ridículo, são capazes de tudo para manter o poder, a boquinha e o foro privilegiado.

Por isso que queriam tanto o Cunha  fora do caminho. Ele sempre foi osso duro de roer e não se dobrava. O STF inflamado por uma mídia simpática ao PT quis oferecer a cabeça de Cunha numa bandeja para cortejar a opinião pública, quando na verdade deveriam antes de querer corresponder a qualquer clamor da plebe, primar por agir de acordo com a lei e a Constituição.

Eduardo Cunha já está fazendo muita falta.
























terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Causa da Microcefalia não é Zika Vírus, foram as vacinas em gestantes; diz estudo. (Fonte: Quitéria Chagas)




Autor do estudo: Dr. Plínio Bezerra dos Santos Filho, PhD. Realizou estudo e assinou denúncia junto ao Ministério Público. Vale a pena conferir.
Microcefalia em Pernambuco e Brasil. Acabo de fazer uma denúncia assinada junto ao Ministério Público Federal. Ver abaixo:
Denúncia de Crime contra a população brasileira, uma sequência de erros e procedimentos grosseiros, realizados pelo Ministério da Saúde, SUS, seus institutos associados e suas autoridades constituídas, que provocaram e continuam provocando a atual crise de MICROCEFALIA (MC) em todo o Brasil. Análise mais detalhada e específica de dados e fatos referentes ao Estado de Pernambuco.
Autor: Dr. Plínio Bezerra dos Santos Filho, PhD
Pós-doutor pelas universidades americanas de Harvard, Washington University em St. Louis e North Carolina State University; Doutor pela Washington University em St. Louis; Mestre e Bacharel em Física pela UFPE; Áreas de atuação: Ressonância Magnética, com trabalhos em neurologia, próstata, Física do Estado Sólido, entre outros.
RESUMO DESTA DENÚNCIA
A crise de Microcefalia (MC) que surgiu no Estado de Pernambuco, com um pico máximo de casos em novembro de 2015, não se deve ao vírus ZIKV e nem é uma epidemia. Quatro fatos-causa principais existem e claramente explicam os dados, números de casos e períodos das notificações. 
Os dados que aqui reporto e analiso estão sob o domínio público, na imprensa e Ministério da Saúde, podendo ser verificados. Não fui permitido acesso a dados mais completos e precisos oficiais, o que, ao meu ver, tornariam esta denúncia ainda mais evidente, por recuar o pico máximo da Microcefalia em Pernambuco para trás no tempo em um mês ou mais. Me atenho ao Estado de Pernambuco, em grande parte desta denúncia, pois é o que possui dados divulgados ao público de forma mais completa e também é o marco inicial da notificação compulsória da MC no Brasil. 
Os 4 fatos-causa que explicam o comportamento temporal do gráfico que apresento são: 
A) O pico máximo do número de casos em Pernambuco corresponde a um primeiro trimestre de gestação entre janeiro e abril de 2015 com nascimentos microcefálicos. Isso deve-se à vacinação de mulheres em período fértil contra o sarampo com a vacina tríplice, que contém o virus vivo da rubéola. No Ceará, esta vacinação contra o sarampo em mulheres no período fértil com a vacina tríplice continuou até meados de abril; 
B) O alarmante número de casos, que começam a aparecer em agosto-outubro de 2015, provoca a compulsoriedade, pelo Ministério da Saúde, de notificação de Microcefalia em todo o país. A obrigatoriedade de notificação pelo Ministério da Saúde aumenta o pico e alarga a curva gráfica em torno do seu máximo; 
C) A causa que provocou o pico máximo de casos de microcefalia em novembro de 2015, nos dados para Pernambuco, fica rarefeita e é substituída, na atualidade, por um outro fato-causa que embora presente nas notificações iniciais, era pouco evidente. Em novembro de 2014, o Ministério da Saúde inclui a vacinação contra Difiteria, Tétano e Pertussis no protocolo pré-natal de gestantes no último trimestre de gestação, a partir do sexto mês de gravidez.; e 
D) O pico máximo de casos de Dengue no Estado de Pernambuco é entre 20 de março e 10 de abril de 2015 e isso requereria, por associação, desde que temos o mesmo mosquito vetor, um pico máximo no gráfico de Microcefalia entre final de dezembro e início de janeiro de 2016 e não em novembro de 2015 como tivemos. Isso, por si só, colocaria possíveis efeitos do ZIKV como causador de Microcefalia em importãncia menor e não como o principal causador da Microcefalia.
APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS GÁFICOS ANEXOS
É necessário lembrarmos que uma gravidez humana tem em média 9 meses.
O gráfico da Microcefalia em Pernambuco, notificação-a-notificação no tempo, mostra um evento com máximo em cerca de 20 novembro de 2015, curva VERMELHA; a totalidade dos casos notificados é apresentada na curva AZUL.
As curvas são baseadas em estatística muito simples, como as usadas para análise de epidemias. O número de casos é associado ao seu instante de notificação no tempo. 
Três retângulos coloridos registram, no gráfico, regiões de interesse: 
i) O retângulo vermelho, de 20 de setembro de 2015 a 18 de janeiro de 2016, marca a região da curva com notificações de Microcefalia em Pernambuco; 
ii) Tomando-se o centro do retângulo vermelho e recuando todo este retângulo vermelho 9 meses no tempo, uma gestação, temos o retângulo violeta. O retângulo violeta corresponde à região no tempo de 1 de janeiro a 30 de abril de 2015. Um nascimento de microcefálico na curva do retângulo vermelho tem, necessariamente, um início de gestação no retângulo violeta, data em média 9 meses anterior; 
iii) O retângulo amarelo, de 8 de novembro a 31 de dezembro de 2015, corresponde à vacinação contra sarampo em Pernambuco pelo SUS. Devido possivelmente à Copa do Mundo de Futebol, muitos estados e em sua maioria no Nordeste, apresentaram sarampo em forma quase epidêmica, entre 2013 e 2014; 
iv) A curva vermelha e fina entre 15 de fevereiro e 30 de junho de 2015, com o seu máximo no início de abril, registra, para completude desta denúncia, a epidemia de Dengue em Pernambuco para 2015.
FATOS-CAUSAS, de A a D, acima:
A) VACINA TRÍPLICE: As chamadas públicas e oficiais para vacinação contra sarampo em Pernambuco, pelo Ministério da Saúde e SUS, foram de de 8 de novembro a 31 de dezembro de 2014. Isso foi devido às centenas de casos de sarampo em PE e CE. 
No Ceará, a vacinação foi estendida até meados de abril de 2015 e inclusive com visitação para vacinação a domicílio. Nas chamadas oficiais, o convite é feito para a vacinação de mulheres em período fértil contra o sarampo. Se a mulher em período fértil engravidar em até 3 meses após a vacinação ou se estiver grávida, no início da gestação e não o souber, os efeitos do Rubella Virus da vacina tríplice são devastadores ao feto e são conhecidos há décadas. Problemas encefálicos, visuais ou cardíacos no feto/recém-nascido podem ser facimente encontrados na literatura deviso à rubéola. 
O que atualmente se divulga como sendo ZIKV é facilmente associado à rubéola. E tivemos sim uma grande vacinação com a vacina tríplice em Pernambuco no final de 2014. Segundo o gráfico de Microcefalia para Pernambuco, Fig. 1, o máximo da curva corresponde e pode ser associado à vacina tríplice usada para o sarampo. A microcefalia é então o efeito colateral do componente de rubéola da vacina tríplice para Sarampo, Cachumba e Rubéola. Este erro é grotesco e houve.
É preciso, também, ter em mente que o vírus da rubéola provoca, quando não o aborto, a síndrome da rubéola congenita e a microcefalia é apenas uma manifestação da tríade clássica: microcefalia, catarata e surdez.
Ver a fala do secretário de saúde de Pernambuco na época:
Esta chamada foi feita pelas várias secretarias de saude pelo nordeste, sob recomendação do Ministério da Saúde.
Devido à vacina tríplice em mulheres no período fértil, os casos de Microcefalia vão continuar até nove meses depois do término desta vacinação, mais o período inicial de atuação desta vacina no corpo da jovem, o que nos dá um total efetivo de pelo menos 12 meses após a vacina ter sido tomada. 
Como um outro fato exemplo, aqui está uma das chamadas para vacinação de sarampo no Ceará:
 http://g1.globo.com/ceara/noticia/2015/04/ceara-ja-tem-100-casos-de-sarampo-confirmados-em-2015-segundo-sesa.html
OBSERVAÇÃO
Não é o caso de vacinação com a vacina tríplice em mulheres grávidas. Isso pode até ter acontecido, erro grosseiro, mas não acredito ter sido a norma. Eu me refiro às mulheres que engravidaram após se vacinarem. 
Temos as nossas grandes festas culturais de final de ano de 2014 e o carnaval de 2015. Os gráficos apontam para inicio de gravidez entre janeiro a abril de 2015 em Pernambuco. E o efeito da vacinação de rubéola dura meses e estes estariam associados ao primeiro trimestre de gestação. 
Também, não estou me referindo a vacinas vencidas ou contaminadas, neste caso da vacinação contra o sarampo com a tríplice. Afirmo que a vacinação foi efetiva e de grande alcance nos postos de saúde de Pernambuco. 
A Microcefalia que se apresenta 9, 10, 11 ou 12 meses depois de uma jovem fértil ter sido vacinada com a tríplice é devido à componente da rubéola na vacina.
EXEMPLO
Por favor, notem este possível diálogo entre uma atendente em um posto de saúde e uma mulher jovem que foi tomar vacina de sarampo:
— Vim tomar a vacina de sarampo. Um conhecido meu está com sarampo.
Você está grávida?
— Não.
A sua carteira de vacinação… etc.
A jovem engravida nos próximos 3-4 meses e temos um percentual bem alto de casos de acometimento do sistema nervoso central do feto, devido a contaminação do feto no primeiro trimestre de gestação.
Nada mais claro do que isso para explicar como é que em Pernambuco a Microcefalia aparece com números descabidos em novembro de 2015, do litoral ao sertão, ao mesmo tempo. 
A vacinação de sarampo foi oficialmente satisfatória no estado, segundo a Secretaria de Saúde Estadual.
A explosão da Microcefalia em Pernambuco provoca o próximo fato-caso: 
B), abaixo.
B) NOTIFICAÇÃO COMPUSÓRIA: O alarmante número de casos, que começam a aparecer em agosto-outubro de 2015, provoca a compulsoriedade, pelo Ministério da Saúde, de notificação de Microcefalia em todo o país. A obrigatoriedade de notificação aumenta o pico máximo da curva no gráfico e a alarga em torno do seu pico para Pernambuco. 
Aqui em Pernambuco existiam obstáculos consideráveis, mesmo para médicos, para se aprofundar nos dados de microcefalia existentes na Secretaria Estadual de Saúde. A SES recebia a Declaração de Nascido Vivo (DNV) de todo estado para digitalizar e assim centralizava os dados. Acontece que a DNV não contém o dado antropométrico de perimetro cefálico, somente peso ao nascer, idade gestacional e Índice de Apgar. 
A notificação de defeito congenito (incluindo microcefalia) ficava dependente da observação do declarante (em geral um pediatra). Portanto, a única forma fiel de acessar dados sobre microcefalia era fazer uma busca ativa nos registros das maternidades. 
Provavelmente devido a isso, o Ministério da Saúde torna compulsória a notificação de casos de microcefalia em todo o Brasil no final de outubro de 2015. Mas, não está claro neste momento se todos os estados notificam a totalidade dos seus casos. 
C) VACINA DTP APÓS SEXTO MÊS DE GESTAÇÃO: Não fosse o “erro” operacional devido à vacinação de jovens no período fértil contra sarampo no Nordeste, dificilmente saberiamos do efeito da vacina DTP que está provocando Microcefalia em todo o Brasil presentemente.
Em novembro de 2014, o Ministério da Saúde inclui a vacina dTpa contra Difiteria, Tétano e Pertussis no protocolo pré-natal de gestantes no último trimestre de gestação, i. e., a partir do sexto mês de gravidez. A causa que provocou o pico máximo de casos de microcefalia em novembro de 2015, em Pernambuco, fica rarefeita e é substituída, na atualidade, por este outro fato-causa que embora presente nas notificações iniciais, era pouco evidente. 
Em 2014, grande divulgação pública foi feita quanto à utização da vacina dTpa (o a significa acelular) como parte do protocolo pré-natal nacional de gestantes. Foi veiculado um acordo entre o MS-SUS para repasse da tecnologia de fabricação da dTpa no Brasil, com o apoio técnico do laboratório GlaxoSmithKline Pharmaceuticals (GSK). 
O instituto Butantan, que só produzia e ainda produz a DTP ou DTPw (com bactéria viva Bordetella Pertussis, da coqueluche atenuada) para o programa nacional de imunização, passaria a produzir a vacina sem a bactéria viva a vacina dTpa, usada no primeiro mundo.
 A vacina DTP deixou de ser fabricada pela maior parte das indústrias farmaceuticas do mundo. O SUS ainda usa a DTP para vacinar as crianças de 2 meses a 7 anos. Foi também anunciado, em 2014, que o Ministério da Saúde adquirira a dTpa no mercado internacional, 4 milhões de doses, ao custo de R$ 87,2 milhões, que cobririam as 2,9 milhões de gestantes e adultos em 2015, mas que progressivamente substituiria a DTP pela dTpa para todos.
O problema com a vacina DTP ou DTPw (atenuada), que parou de ser usada nos EUA em 1995, é que ela causa, entre outras patologias, a microcefalia. É aqui que aparece o problema:
 a) em meados de 2015, o Ministério da Saúde anuncia que não consegue comprar a dTpa no mercado internacional, pois está em “falta” e anuncia a sua troca pela vacina penta-valente, fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan. 
Isso é bastante estranho, pois na rede privada de saúde do Brasil, uma gestante pode tomar, pagando, a dTpa que não se encontra em falta. 
Pergunto onde foram parar as 4 milnões de doses de dTpa para as gestantes e pessoal de saúde e que seriam usadas em 2015? 
Por que em 2105 toda e qualquer menção ao acordo de transferência de tecnologia para a produção de dTpa com a GSK somem no Brasil? 
Também, a própria vacina dTpa não é recomendada para uso em gestantes pelos laboratórios que as fabricam, e isso está escrito nas bulas destas vacinas.
D) O ZIKV: Uma causa e efeito devido ao ZIKV, necessariamente, acompanharia a epidemia causada pelo mosquito vetor. Não é o que a curva AZUL, Fig. 2, apresenta. 
Neste momento, e desde após o pico em Pernambuco, a curva tende a uma constante de casos por dia, o que requer, em qualquer estudo de epidemias, uma causa diária constante de contaminação. 
O mosquito vetor, Aedes Aegypti, é o mesmo para Febre Amarela, Dengue, Chikungunya e ZIKV. É razoável considerar, ao menos em primeira ordem, que o período de uma epidemia de dengue estaria associada a uma epidemia de ZIKV no tempo. É o mesmo mosquito. O período de incubação da dengue no homem varia de 4 a 10 dias, sendo em média de 5 a 6 dias; após este período surgem os sintomas de dengue; para o ZIKV isso está em estudo no momento. Mas o número de casos por dia é muito alto e se apresenta como uma constante, uma média de 15 casos dia desde o final de novembro de 2015. 
A causa de efeito constante, os casos de microcefalia, requer uma contaminação constante. A VACINA DTP, a versão usada pelo MS-SUS é esta causa, pois todas as grávidas devem se vacinar após o sexto mês de gestação. Temos aqui uma constante que não existia antes de novembro de 2014 e isso explica o porque de todo o Brasil est´å apresentando casos de microcefalia.
Para ZIKV a curva estaria aumentando, acompanhando o aumento do aedes, como temos na propaganda oficial massiça neste momento. Mas o comportamento do gráfico requer uma causa CONSTANTE! A dengue em Pernambuco foi entre 15 de fevereiro ao final de abril. Isso significaria, se fosse o ZIKV, que é o mesmo aedes da dengue, uma grande contaminação neste período. Acontece que isso deslocaria a curva da microcefalia para meados de janeiro de 2016 e esta não seria em novembro de 2015! 
O pico da dengue que está em 15 de abril, provocaria uma região de casos centrados em 15 de janeiro como temos aqui!
Questiono, também, um dos marcadores usados para a identificação do ZIKV, o IgG, que aparece em contaminações pela rubéola/rubella, o que o torna inespecífico, exigindo, assim, uma procura pelo DNA do ZIKV, ou um marcador específico e único, para validar os testes de presença do ZIKV nas amostras provenientes de bebês com microcefalia.
CONCLUSÃO
Pelo que demonstro, as causas que provocaram e provocam o grande número de casos de microcefalia em Pernambuco estão associadas a 2 vacinas: 
a) a vacina tríplice erroneamente administrada a jovens no período fértil e b) a vacina usada para coqueluche no Brasil pelo MS-SUS. Pernambuco teve, acredito, 60 municípios com sarampo em 2014. Foi recomendação oficial da Secretaria de Saúde do estado de Pernambuco que a vacinação de sarampo fosse feita em toda a população vunerável nestes municípios e em quem teve algum contato com os acometidos nestes municípios. Só esta constatação explica porque a microcefalia aparece por todo o estado de Pernambuco ao mesmo tempo. Mas isso é somente o pico máximo inicial da curva de microcefalia para PE. A largura do pico tem a ver com a notificação se tornar compusória. As notificações atuais não mais tem a ver com a vacina tríplice. O estado atual de 15 casos por dia de microcefalia em Pernambuco está relacionado com a vacina DTP, DTPw (e suas outras siglas) para difiteria, tétano e pertussis, administrada a “todas” as grávidas a partir do sexto mês de gravidez.
RECOMENDAÇÕES
Parar toda e qualquer vacinação de grávidas ou jovens no período fértil em todo o Brasil!
É muito fácil verificar o que apresento aqui:
1) Basta analisar as carteiras de vacinação das mães com crianças com microcefalia, por exemplo;
2) Fazer o cruzamento dos dados do posto de vacinação municipal, nos 60 municipios de PE com a ocorrência de microcefalia com a vacinação de sarampo;
3) Com dados oficiais completos, todo e qualquer estado da federação pode ter curvas de causa-efeito plotadas para microcefalia;
4) Apurar as responsabilidades de todas as instituições e suas autoridades, nas pessoas dos seus representantes contituídos, pelos erros e procedimentos que estão provocando este grande número de casos de microcefalia em todo o País; e
5) Acabar com esta aparente farça que pretende singularizar o ZIKV pelos casos de microcefalia no País, quando temos duas causas gritantes que explicam o porque da quantodade absurda de casos de microcefalia no Brasil.
OBSERVAÇÃO FINAL
Me coloco à disposição do MPF para maiores esclarecimentos e para a transferência da grande quantidade de documentos, matérias e artigos científicos que pesquisei, para auxiliar as investigações.
22 de janeiro de 2016.