segunda-feira, 9 de maio de 2016

Reflexões sobre o triste dia 09/05/2016 na República de Banânia


Tenho amigos e conhecidos de longa data que sabem da simpatia que já nutri pela pessoa e figura do Lula. Sabem que em 2002 me dediquei e fiz campanha para ele e de como me alegrei com a vitória petista. Isso foi reflexo de um segundo mandato decadente de FHC, com níveis altos de desemprego e recessão que fizeram com que muitos desiludidos com os rumos do país como eu caíssem no colo do PT. Eu era jovem...

Eu era jovem e não tinha certeza da agenda abortista do PT, apesar de ouvir falar lá e cá sobre esse assunto. Ainda assim, Lula não era um entusiasta do aborto e já havia se comprometido com a CNBB a não levar isso à frente.

Eu era jovem e ainda não conhecia o sistema de corrupção montado em Santo André/SP e que foi estendido a tantos outros lugares onde o PT havia assumido o poder.

Eu era jovem e não sabia que o PT queria implantar o comunismo/socialismo no Brasil.

Eu era jovem e não sabia que o PT lutava contra tudo aquilo que é essencialmente cristão em nossa sociedade.

Eu era jovem e não sabia que o PT queria nos impor a ideologia de gênero e a propaganda homossexual.

Eu era jovem e achava o PT o mais honesto dos partidos.

Eu era jovem... e em 2002 não havia ainda o escândalo o Mensalão.

Pois bem, eu era jovem e ignorante. Graças a Deus já nos idos de 2005 percebi a grande besteira que consistiu em votar e apoiar o PT. Bastou dedicar mais algum tempo a pesquisa e a leitura para descobrir a natureza maligna do partido dos trabalhadores. Na época não era nenhum garoto, já tinha 30 anos. Antes tarde do que nunca.

Para mim foi e ainda é muito constrangedor perceber que alguns amigos, conhecidos, parentes e colegas fizeram o caminho político diametralmente oposto ao meu. Enquanto a maioria deles sempre viveu um pouco alienada politicamente, com o passar dos anos foram se inclinando para a esquerda e consequentemente para o PT, não obstante o aumento de idade, cultura e de informações que desmascaravam esse partido das trevas. Sempre me foi difícil entender esse fenômeno.

Alguns desses amigos eram concursados,  e talvez numa atitude egoísta e mesquinha de auto preservação achavam que o fato do PT ser um partido de esquerda, ele agigantaria ainda mais o Estado, podendo favorecê-los de alguma forma ainda que prejudicasse o resto do país. Outros gostavam de ser bem aceitos e arrotar certa superioridade intelectual, logo achavam politicamente correto defender um partido de viés mais social, ainda que isso já se mostrasse uma falácia e mera ferramenta de angariação de votos.

A verdade nua e crua é que se em 2002 podíamos ter alguma desculpa para votar no PT, o mesmo não se deu a partir de 2006. Em 2005 estourou o caso do mensalão, denunciado pelo Deputado Federal Roberto Jefferson, ali ficaram expostas as vísceras do PT com toda a sua podridão. Daquele momento em diante, com exceção daqueles silvícolas e pessoas de baixíssima instrução ou ainda aquelas que não tinham nenhum acesso a informação, todos os demais têm a sua parcela de culpa e contribuição para o crescimento desse monstrengo que se apossou do país há longos 13 anos.

Faz 11 anos que sabemos comprovadamente que o PT é um partido que suga as riquezas do país em benefício próprio. Ainda sim fomos capazes de reeleger Lula quando ele poderia ter sofrido o impeachment ainda em 2005. Não bastasse isso conseguimos eleger em 2010 uma mulher inepta, mentirosa, e ex-guerrilheira que lutou para implantar uma ditadura do proletariado no país e que pertencia a grupos que matava e seqüestrava pessoas além de assaltar bancos.  

Para piorar, em 2014 com as contas do país já arrebentadas, com uma campanha eleitoral fraudulenta e irrigada com dinheiro de corrupção, além de uma apuração secretíssima  e inauditável, tivemos que engolir um resultado pra lá de duvidoso que desceu com gosto de guarda-chuva aberto.

Tanto aparelhamento, tanto roubo e ineficiência junto à conivência do povo que não olhava além do próprio umbigo não poderiam ficar impunes. A população que durante anos apoiou os sucessivos desmandos petistas hoje já colhe o fruto da sua irresponsabilidade e visão curta. O arrependimento tardio de muitos não nos livrará de uma década perdida, isso se considerarmos uma saída imediata de Dilma e sua trupe, senão a venezuelização do nosso Brasil será ainda maior e pior.

 Hoje nos vemos nas mãos de uma máfia que não quer largar osso por nada, e que são capazes de fazer o diabo para chegar e se perpetuar no poder.  Essa atitude irresponsável do Deputado Waldir Maranhão que no dia de hoje agiu a mando petista, não sei se por vantagens ou coação é uma demonstração cabal que não existe limites para essa corja. Eles estão desesperados, não temem nem o ridículo, são capazes de tudo para manter o poder, a boquinha e o foro privilegiado.

Por isso que queriam tanto o Cunha  fora do caminho. Ele sempre foi osso duro de roer e não se dobrava. O STF inflamado por uma mídia simpática ao PT quis oferecer a cabeça de Cunha numa bandeja para cortejar a opinião pública, quando na verdade deveriam antes de querer corresponder a qualquer clamor da plebe, primar por agir de acordo com a lei e a Constituição.

Eduardo Cunha já está fazendo muita falta.